5 razões para investir num Media Training

Tempo de leitura: 1 minuto

Quem titubeia pode ser pego de surpresa, especialmente em situações de crise. A confiança sobre a informação transmitida, a autoconfiança do comunicador que se relaciona com o jornalista e o entendimento de que o Media Training é uma estratégia de comunicação são valores importantes para a marca que planeja investir num treinamento especializado. Confira 5 razões para investir no desenvolvimento de porta-vozes.

1. O seguro morreu de velho. Quem espera a hora H para se preparar, pode correr o risco de pagar mais caro pelas consequências de uma crise do que pelo investimento num Media Training;

2. Quanto mais consciência sobre o valor da marca, maior o interesse e a necessidade na contratação de um treinamento especializado para capacitar os porta-vozes;

3. Dar o cheque em branco para um representante institucional ser porta-voz não significa dizer que ele tem, sozinho, a responsabilidade de se desenvolver para atender a demanda. É necessário dar a oportunidade para que ele aprimore a comunicação antes de colocá-lo diante da imprensa;

4. Mesmo que o financeiro, o jurídico, o comercial, a comunicação, as relações humanas ou o operacional estiverem trabalhando de forma regular, com resultados dentro das expectativas, uma situação negativa pode bater à porta para tirar a marca dos trilhos. Ser e agir corretamente não garantem a isenção numa crise, por isso o Media Training é uma ferramenta valiosa;

5. A visibilidade é uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo que a exposição da marca atrai consumidores e vendas também pode facilitar oportunidades de crise. É fundamental se preparar para qualquer situação, positiva ou crítica, com antecedência;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *